noticias541 Seja bem vindo ao nosso site Rede Mult de Comunicação!

Notícias

Bolsonaro, Cid e mais 15 pessoas são indiciadas pela PF por falsificação do certificado de vacina.

Publicada em 19/03/24 às 10:01h - 17 visualizações

João Paulo Miranda/Rede Mult de Comunicação


Compartilhe
Compartilhar a noticia Bolsonaro, Cid e mais 15 pessoas são indiciadas pela PF por falsificação do certificado de vacina.  Compartilhar a noticia Bolsonaro, Cid e mais 15 pessoas são indiciadas pela PF por falsificação do certificado de vacina.  Compartilhar a noticia Bolsonaro, Cid e mais 15 pessoas são indiciadas pela PF por falsificação do certificado de vacina.

Link da Notícia:

Bolsonaro, Cid e mais 15 pessoas são indiciadas pela PF por falsificação do certificado de vacina.
 (Foto: AFP)
  1. O ex-presidente Jair Bolsonaro foi indiciado pela Polícia Federal por dois crimes específicos: associação criminosa e inserção de dados falsos em sistema público. Isso está relacionado à investigação sobre a falsificação de certificados de vacinação contra a Covid-19.


  2. Com o indiciamento concluído, o caso agora é encaminhado para a Procuradoria-Geral da República (PGR). A PGR decidirá se apresentará uma denúncia à Justiça ou se o caso será arquivado.


  3. Além do ex-presidente Bolsonaro, o tenente-coronel Mauro Cid, que foi ajudante de ordens de Bolsonaro durante seu mandato de quatro anos, e mais 15 pessoas também foram indiciadas no mesmo caso.


  4. Em resumo, o ex-presidente Jair Bolsonaro enfrenta acusações sérias relacionadas à falsificação de certificados de vacinação contra a Covid-19, e o processo está em andamento para determinar se ele será formalmente acusado na Justiça


  5. Além da Jair Messias Bolsonaro, ex-presidente da República, foram indiciados;

  • Mauro Barbosa Cid, coronel do Exército e ex-ajudante de ordens da Presidência da República;
  • Gabriela Santiago Cid, esposa da Mauro Cid;
  • Gutemberg Reis de Oliveira, deputado federal (MDB-RJ);
  • Luis Marcos dos Reis, sargento do Exército que integrava a equipe de Mauro Cid;
  • Farley Vinicius Alcântara, médico que teria emitido cartão falso de vacina para a família de Cid;
  • Eduardo Crespo Alves, militar;
  • Paulo Sérgio da Costa Ferreira
  • Ailton Gonçalves Barros, ex-major do Exército;
  • Marcelo Fernandes Holanda;
  • Camila Paulino Alves Soares, enfermeira da prefeitura de Duque de Caxias;
  • João Carlos de Sousa Brecha, então secretário de Governo de Duque de Caxias;
  • Marcelo Costa Câmara, assessor especial de Bolsonaro;
  • Max Guilherme Machado de Moura, assessor e segurança de Bolsonaro;
  • Sergio Rocha Cordeiro, assessor e segurança de Bolsonaro;
  • Cláudia Helena Acosta Rodrigues da Silva, servidora de Duque de Caxias;
  • Célia Serrano da Silva.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (85)99180053

Visitas: 20432
Copyright (c) 2024 - Rede Mult de Comunicação
Converse conosco pelo Whatsapp!